ATENÇÃO:
Home / Notícias / Associados / Diretoria da ASPJ-PE participa da primeira Assembleia Geral Extraordinária de 2017

Diretoria da ASPJ-PE participa da primeira Assembleia Geral Extraordinária de 2017

Por Devanyse Mendes/ ASPJ-PE

20170207_155027

Aconteceu na última terça-feira (07/02) a primeira Assembleia Geral Extraordinária para definição da Pauta de Reivindicações para 2017. A solenidade foi realizada no auditório do Fórum Rodolfo Aureliano, no 2º andar.  Estiveram presentes na assembleia: a diretoria do SINDJUD-PE, do Sindicato dos Oficiais de Justiça de Pernambuco e da Associação dos Servidores do Poder Judiciário de Pernambuco (ASPJ-PE).

Durante o pleito, foram levantadas questões, com impacto financeiro, referentes à: Reposição salarial (IPCA); Equiparação do Auxílio Alimentação; Implantação do Auxílio saúde; Reajuste do auxílio transporte; Mudança da data-base da categoria para janeiro; Revisão do enquadramento da Progressão; Reenquadramento dos auxiliares e dos oficiais de justiça PJ III; Reajuste do Auxílio Transporte dos oficiais de justiça; Retirada do mestrado e doutorado da Lei da Progressão; Retorno da gratificação de substituição; Devolução das faltas da greve de 2011; e Regulamentação do bônus de desempenho.

Sobre as reivindicações sem impacto financeiro, estão: o Edital de remoção (Petição Eletrônica); Participação partidária na aprovação do orçamento anual; Retirada da obrigatoriedade das férias dos conciliadores em janeiro; e Retirada da obrigatoriedade do atestado médico em rede pública para junta médica.

Com a participação do servidor, vários pontos debatidos foram deliberados e aprovados no pleito, entre eles:

*Incorporação do Sindicato no calendário nacional de lutas;

*Criação de comissão para negociação, junto ao TJPE;

*Definição do dia 7 de março como data para realização de uma nova assembleia;

*Auxílio creche;

*Platão remunerado;

*Equiparação do auxílio-alimentação ao dos magistrados;

*Autorização de gastos com a Campanha Salarial;

 

Para o presidente da ASPJ-PE, Roberto Santos, a assembleia foi muito proveitosa. “Os servidores se dispuseram a participar, trouxeram as suas propostas, contribuindo com a luta da categoria. O próximo passo é apresentar as reivindicações junto ao TJPE e dar segmento para atender as necessidades dos servidores. A partir de agora as Entidades vão estar mais unidas para lutar pela classe”, afirmou Roberto Santos.