ATENÇÃO:
Home / Notícias / Educação / Pós-graduação oferecida pela ASPJ tem recorde de público

Pós-graduação oferecida pela ASPJ tem recorde de público

Com turma lotada, a Associação dos Servidores do Poder Judiciário de Pernambuco (ASPJ-PE), fez a abertura da aula inaugural da primeira turma de pós-graduação em Direito Público. O curso é uma parceria entre a Associação, a Faculdade Inesp e o Instituto Panamericano de Educação, Ciência e Cultura (IPANEC). A aula inaugural aconteceu neste sábado (11), na Sede da ASPJ-PE, no Bairro da Boa Vista.

A turma conta com 50 alunos, que terão 18 meses de aulas. A pós-graduação em Direito Público possui carga horária de 360h/a, e 40h de atividades do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), totalizando 400h. Segundo o presidente da ASPJ, Milton Correia, a realização do curso foi uma proposta de campanha que está sendo concretizada agora. “O Plano de Progressão exige que o servidor se especialize em um curso de pós-graduação Lato Sensu e a Associação está contribuindo para que essa qualificação seja alcançada”, explanou o presidente.

Para garantir a realização das aulas, o IPANEC se preocupou em selecionar professores com as titulações de mestrado e doutorado, garantindo a qualidade do ensino. “Vamos dar total apoio aos alunos para que eles consigam participar de seminários, congressos e escrever artigos acadêmicos. Há também o interesse em fazer cursos de capacitação destinados exclusivamente para os servidores”, comentou o presidente do IPANEC, Álvaro Duarte.

A primeira disciplina do curso é “Direito Administrativo”, ministrada pela professora doutora Maria Creusa Borges. “Durante quatro sábados, eu vou contextualizar a disciplina com a realidade social, política e econômica brasileira, enfatizando o combate à corrupção”, explicou Maria Creusa.

O associado Bruno Monteiro ficou sabendo das inscrições da pós-graduação através do site da ASPJ e logo se interessou em participar, pois quer se aprofundar na temática do Direito Público. “Sou químico industrial por formação, mas tenho bastante interesse nessa área. Eu quero ampliar o meu conhecimento, por que ele é a única coisa que levamos até o final da nossa vida”, completou Monteiro.