ATENÇÃO:
Home / Notícias / Geral / Governo do Estado decreta novas medidas restritivas para diferentes regiões de Pernambuco

Governo do Estado decreta novas medidas restritivas para diferentes regiões de Pernambuco

Por Devanyse Mendes/ASPJ-PE com informações do Governo do Estado

Esta semana, o Governo de Pernambuco anunciou novas medidas restritivas para diferentes regiões do Estado. As restrições visam combater evitar aglomerações e conter o avanço da Covid-19 em todo o Estado. Confira abaixo:

📌Na Macrorregião 1, que contempla a Região Metropolitana do Recife e cidades da Zona da Mata, apenas atividades permitidas poderão funcionar nos finais de semana. Durante a semana, permanece o esquema atual, com fechamento às 20h. Da próxima quarta-feira (26.05) até o dia 6 de junho, os 53 municípios das Gerências Regionais (Geres) IV e V – que têm como cidades polo Caruaru e Garanhuns – no Agreste, e mais 12 cidades da Geres II, com sede em Limoeiro, entrarão em quarentena rígida também nos dias de semana.

📌 Nas Macrorregiões 3 e 4 – ambas no Sertão do Estado – permanece o funcionamento das atividades em geral até 20h, de segunda a sexta, e até 18h nos finais de semana. De acordo com o pronunciamento do governador Paulo Câmara, a aceleração exponencial da contaminação pela Covid-19 no Agreste do Estado resultou em um aumento de ocupação em todo o sistema de saúde nas últimas semanas. “A consequência direta disso é mais tempo entre a solicitação de um leito de UTI e a transferência dos pacientes para uma vaga de terapia intensiva”, explicou.

Além destas ações, novas medidas sanitárias foram tomadas: mais 30 leitos de UTI serão abertos nesta semana, nos municípios de Caruaru, Bezerros e Garanhuns. Também serão distribuídos cerca de 100 concentradores de oxigênio para incrementar a capacidade de atendimento nas unidades locais de pronto-atendimento do Agreste. Haverá ainda a entrega, para todo o Estado, a partir desta terça (25.05), de um novo lote com 200 mil máscaras, e serão repassados R$ 4 milhões para ações de assistência social. Por fim, o governador anunciou também a ampliação das ações de fiscalização da Polícia Militar (PMPE) e do Procon-PE.